Você está aqui: Página Inicial / Programa / Infraestrutura

Infraestrutura

Infra Estrutura

O Programa conta com espaços para atividades didáticas (duas salas exclusivas), salas para estudos dos alunos, uma delas equipada com microcomputadores e impressoras, e salas para a secretaria e a coordenação. Estas instalações ocupam aproximadamente 250m2. Além disso, existe uma área de aproximadamente 500m2 destinada a vários laboratórios de ensino e de pesquisa, que contam com três técnicos de laboratório e com um psicólogo exercendo funções técnicas.
 

Prédio do PPGEES

IMG 9593 IMG 9594 IMG 9595


Corredor Interno

IMG 9597


Saguão de Entrada

IMG 9600 IMG 9602 IMG 9601


Secretaria do PPGEEs

IMG 9598 IMG 9599


Entrada da Secretaria

IMG 9604 IMG 9605


Copa/Espaço de convívio

IMG 9606


Sala de Estudos 2

IMG 9607 IMG 9610 IMG 9608


Biblioteca

IMG 9611 IMG 9612


Sala de Estudos 1

IMG 9613


Sala de Aula/Auditório 2

IMG 9614


Sala de Aula/Auditório 1

IMG 9616

Laboratórios

Os laboratórios dos docentes do PPGEEs sustentam atividades de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo docentes, alunos de pós-graduação, alunos de graduação e bolsistas de iniciação científica. Todos os laboratórios permitem trabalhos coletivos (área reservada para reuniões) e individuais, e contém armários para material de escritório e guarda do acervo na forma de bibliotecas setoriais (livros, coleções de periódicos da área) e equipamentos (notebooks, filmadoras, câmeras fotográficas, softwares para análise de dados). Conheça mais sobre nossos Laboratórios.

Acervo

Além de sua biblioteca própria, o Programa conta com a BCo da UFSCar. Veja mais detalhes sobre o Acervo.

Recursos Orçamentários

O Programa conta com uma pequena parcela dos recursos orçamentários da UFSCar (parcela esta fixada pelos Colegiados superiores da Universidade) e tem usufruído também dos recursos da CAPES para apoio à infra-estrutura da pós-graduação (PROAP), bolsas de Mestrado e PROIN. Outros recursos provém de projetos obtidos por membros de seu corpo docente, especialmente da FAPESP para auxílio à pesquisa e bolsas e do CNPq (bolsas de produtividade, Mestrado, PIBIC, PRONEX e CAPES/PROESP).

Intercâmbio

O histórico do Programa aponta vários intercâmbios nacionais e internacionais que têm sido importantes para o desenvolvimento da pesquisa em Educação Especial.

No âmbito nacional, o Programa interage ativamente com Prefeituras Municipais, APAEs e outras instituições que lidam com indivíduos especiais.

Interage, sob outra perspectiva, com docentes de ensino superior de várias instituições da região: dos Departamentos de Psicologia e Educação da Universidade Estadual Paulista (de Araraquara e Marília), do Departamento de Psicologia e Educação da Universidade de São Paulo (de Ribeirão Preto), do Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de São Paulo (de São Paulo), do Centro de Ensino e Atendimento ao Paciente Especial da Universidade de Campinas (campus de Piracicaba), do Departamento de Psicologia Educacional da Universidade de Campinas, Centrinho/USP de Bauru, entre outros.

Internacionalmente destaca-se o intercâmbio com o Eunice Kennedy Shriver Center for Mental Retardation (Waltham, Massasuchessets, EUA), com o New England Center for Autism (Southborough, Massasuchessets, EUA), com o Centro Ann Sullivan de Educação Especial (Lima, Peru) e com o Parsons Research Center da Universidade de Kansas (Parsons, Kansas, EUA).

Contatos mais recentes (com projetos planejados para implantação em futuro próximo) incluem a Vanderbilt University, Universidade de Illinois (Carbondalle e Chicago); a Universidade do Norte do Arizona (Arizona, EUA); Universidade do Oeste de Ontário (London, Ontário, Canadá); Lousiana State University (USA); a Faculdade de Motricidade Humana (Lisboa, Portugal); a Universidade Autônoma do México (Mexico); a Universidade de Granada (Espanha) e a Universidade de Córdoba (Argentina).

Estes intercâmbios tenderão a se intensificar no futuro, com a participação de alunos do doutorado nos centros avançados de pesquisa.