Você está aqui: Página Inicial / Programa

O Educador Especial

O Educador Especial

As estatísticas nacionais carregam índices assustadores de educandos cujas necessidades especiais implicam em programas especializados e diferentes, em tipo, daqueles oferecidos no ensino regular.

O diagnóstico da realidade da Educação Especial no país aponta para a necessidade de incrementar os processo de formação nessa área, pelas dimensões gigantescas que o problema assume, quando se considera também o desequilíbrio entre o contingente dos que requerem um atendimento especial e o contingente dos que estão aptos a prestá-lo.

Uma outra razão para se investir na formação de pessoal nessa área é que existe uma produção avançada na área de Educação Especial, demonstrado na literatura científica, cujo conhecimento e recursos tecnológicos não são de domínio da área de Educação em geral.

Os avanços alcançados nas últimas décadas da pesquisa nacional nessa área não eliminaram completamente muitas das profundas lacunas existentes no conhecimento científico, nem, de modo particular, o nosso atraso em relação a valores, filosofia de atuação e políticas públicas. Dispomos, assim, de um conhecimento importante (mas ainda insuficiente) para embasar a continuidade de investigação científica, em busca da superação das lacunas ainda existentes.

As necessidades de preparação de quadros docentes para os cursos de Habilitação em Educação Especial foram seguidas por novas demandas de formação ou aperfeiçoamento de recursos humanos nessa área (MEC, 1994).

Iniciativas na esfera da política educacional do país tem reconhecido a necessidade de se garantir, na formação dos profissionais das mais diversas áreas, egressos da universidades brasileiras, o desenvolvimento de concepções e sensibilidade em relação aos direitos e necessidades de pessoas com deficiência, e, para isto, têm recomendado a inclusão, nos currículos dos cursos de graduação, de disciplinas ou de conteúdos relacionados à Educação Especial. Entretanto, a falta de professores do ensino superior devidamente preparados e de material didático acessível, tem dificultado a implantação destas recomendações. Esta é mais uma área potencial de atuação para os egressos de cursos de pós-graduação em Educação Especial.

Além desses fatores, a proposta de Educação Inclusiva que vem sendo progressivamente adotada em todo o país, veio acrescentar novas demandas para a capacitação de recursos humanos nessa área, em função da necessidade de preparar toda a comunidade educacional para a inserção dos educandos nas escolas comuns.